Cursos e Oficinas

Temporada de uma semana

Público Alvo: o resultado dessas temporadas é potencializado quando os participantes forem músicos e/ou educadores experientes, de assimilação rápida; terão condições de transmitir o aprendido aos iniciantes.

 

Harmonia na música popular

  • Curso intensivo: Dá uma visão geral do vocabulário harmônico da
    música popular e jazzística tonal e modal, desde os princípios até as técnicas avançadas de rearmonização. Informação, ilustração e treino. Apostila de 50 páginas.

  • Pré-requisito: Tocar piano ou violão, ler cifras, ter alguma experiência em harmonizar de ouvido, conhecer intervalos e a formação de acordes na pauta.

  • Carga Horária: 12 a 24 horas.

  • Vagas: 10 a 25 participantes

 

Oficina de Arranjo

  • Cada participante terá a livre opção de participar como arranjandor e/ou instrumentista ou vocalista. Cada “arranjador” escolherá um trecho da(s) música(s) pré-selecionada(s) e apresentadas no início, a ser(em) arranjada(s) no decorrer da oficina. No final, os trabalhos serão apresentados em público. Apostila de poucas páginas.

  • Pré-requisito: conhecer notação musical em pauta e cifra, tocar um instrumento ou cantar razoavelmente (a nível de ferramenta para a criação musical).

  • Carga horária: 12 a 24 horas.

  • Vagas: 10 a 25 participantes.

 

Musicalização pelo método Kodály                  

(Demonstração do método com perspectiva para implantação em escolas)

  • Treino essencialmente vocal: inventar, improvisar, repetir, memorizar, ler, anotar e demais invencionices com a melodia, através de ouvir e cantar (daí dispensaro uso de instrumentos). É pura malhação. Cantamos tudo em dó maior e         lá  menor – escalas que já ingressaram na memória coletiva (o sistema remonta milênios, hoje chamado solfejo relativo ou dó móvel, também conhecido como Método Kodály). A ideia é seguir o fio da melodia ao invés de solfejar nomeando notas isoladas das quais, supostamente, a música seria feita. O solfejo relativo conduzirá à leitura, já nos respectivos instrumentos, das linhas melódicas pelo ouvido interno, desenvolvido por meio de cantar – a voz:   instrumento embutido em nosso corpo.

       No final, apresentação pública e debate. Apostila de 80 páginas,

       extrato dos 22 livrinhos que formam o Método, enriquecido por

       exemplos do cancioneiro local.

  • Objetivo: os participantes deixarem a Oficina com autonomia para

       iniciar a aplicação do Método Kodaly em suas classes ou corais,

       uma tarefa de precursores na qual contarão com o apoio, reforço

       e acompanhamento dos implantadores. A adaptação brasileira

       está em processo de publicação, alguns livros já se encontram

       editados no Brasil.

  • Pré-requisito: a demonstração do Método é destinado a professores de percepção, regentes de coral, pessoas avançadas nos estudos musicais e interessadas em estudar métodos de musicalização. Coralistas ou pessoas com hábito de cantar, inclusive crianças, sem conhecimento teórico, podem ser convidados para ilustrar o Método.

  • Carga Horária: 12 a 24 horas.

  • Vagas:

  • Níveis básico  -  (15 vagas)

  • Avançado  -  (15 vagas)

Laboratório de criação

  • Estímulo à criatividade através do MODALISMO: natural, folclórico, sintético.

 

       Criação, nos modos naturais (tipo maior, tipo menor),

       folclóricos e sintéticos, melodias com acompanhamento             harmônico, ostinato, contracanto, percussão, ou sem 

       acompanhamento.

 

       Demonstração e análise da música modal.

 

       Exercícios correlatos: improvisação modal, criação de                  cadências harmônicas modais, percepção dos modos pela          apresentação do folclore dos países do mundo.

      Culminando na criação de uma suíte em 3 movimentos,                apresentada em público.

  • Pré-requisito: tocar violão ou piano a nível de ferramenta para harmonia, ou outro acompanhamento.

  • Conhecer pauta e saber anotar uma melodia. Conhecer cifra e saber harmonizar de ouvido. Ser criativo.

  • Carga horária: 12 a 24 horas.

  • Vagas: 8 a 20 participantes.